Pix: por um mundo cada vez mais veloz!

Não temos dúvidas que o mundo agilizou o processo de ser cada vez mais conectado, instantâneo e veloz durante a pandemia. Esperar passar o fim de semana passar para cair na sua conta uma transferência de outro banco? Isso já virou coisa do passado para o Banco Central.


No dia 16 de novembro de 2020 será lançado o Pix, o novo sistema de transferências e pagamentos instantâneos criado para oferecer uma transação mais segura, rápida (em até 10 segundos) e em qualquer dia e hora (inclusive finais de semana e feriados).


Quer saber mais sobre o novo sistema? Veja 3 curiosidades que preparamos do Pix:


1) DOC, TED ou Pix?

Antes tínhamos a opção de DOC, que atualmente leva um dia útil para processar uma transação. Depois veio o TED, que trouxe a facilidade de fazer transferências na hora para o mesmo banco e para bancos diferentes em um dia útil, porém, com uma pequena taxa por transação. Agora, o Banco Central criou o mais novo sistema: Pix - onde você vai poder realizar transferências de forma instantânea mesmo para bancos diferentes, 24 horas por dia em qualquer dia da semana, sem custos adicionais para pessoas físicas.


2) Transferências com apenas um código?

Sim! Com o novo sistema, não será mais preciso informar a agência, CPF e outros dados como funciona hoje com um TED. As transações poderão ser realizadas por via chave (código individual), QR code e por aproximação, tornando o processo mais ágil e ao mesmo tempo seguro.


3) Transações para o exterior?

Esse é o próximo passo do Banco do Brasil após o lançamento do Pix. Com mais de 900 instituições financeiras cadastradas no sistema e mais de 50 países ao redor do mundo operando sistemas similares, futuramente será possível também fazer transações para o exterior.


Com a finalidade de resolver toda a burocracia, as fintechs estão cada dia mais focadas em trazer praticidade no setor de finanças do Brasil. O Pix está apenas começando a entregar os seus benefícios a respeito das transferências instantâneas bancárias, porém, podemos afirmar que é o início de um caminho muito importante não só para os bancos, mas para todas as empresas e negócios, porque todos os produtos e gestão financeira giram em torno das transferências.


Com essa grande novidade, as fintechs (startups que desenvolvem soluções tecnológicas para o setor financeiro) serão muito beneficiadas, e é claro, todos os seus clientes também. Segundo o Banco Central, quase mil instituições financeiras já se cadastraram, entre bancos tradicionais, startups e cooperativas de crédito, e é possível que mais instituições passem a utilizar o Pix nos próximos meses.


Estamos caminhando para um mundo mais prático e virtual! Com transações em tempo real, os grandes bancos brasileiros e as fintechs já estão iniciando um pré-cadastro para os interessados na opção do novo sistema. Quer saber mais detalhes sobre o Pix? Acesse o nosso canal do YouTube e assista o webinar “[Senior Tech Open Series]- Episódio #3: Pix”.


whatsapp (4).png