Tudo que você precisa saber sobre Investimento Anjo para startups




Por definição, investimento anjo é quando pessoas físicas com seu capital próprio decidem investir em empresas que estão iniciando e que apresentam um alto potencial de crescimento.


Investidores anjo normalmente são pessoas que entendem do mercado e que tem ou tiveram vivencia no mundo dos negócios, seja como empresários, executivos de empresas entre outros. Eles não fazem isso de forma social, mas o investimento é feito com o objetivo de retorno do capital investido ou até por uma parte da empresa.

É importante que aqueles que buscam investimento transmitam a seus investidores confiança e foco, que podemos destacar entre outros três pontos:


1 – Empreendedor

Quem busca investimento precisa mostrar para seus investidores que ele está engajando no negócio e que acredita no projeto. Precisa ter brilho nos olhos pela empresa e estar pronto para os percalços na jornada empreendedora. Lembrando que sempre são as pessoas que fazem as coisas acontecerem.


2 – A dor

Ter certeza que a proposta que startup traz vai efetivamente solucionar as dores do mercado, ainda que seja um negócio novo. E mesmo que seja um modelo já existe no mercado precisa trazer algum diferencial.

Ter uma equipe que entenda do mercado que ela propõe a atender.

Quando a equipe já vivenciou essas dores é mais fácil para engajar.

O fator principal é que a equipe esteja focada em trazer solução as dores.


3 – Rentabilizar

Se já está conseguindo capitalizar com o negócio e se esse produto/serviço atende o mercado nesse momento é muito importante para que os investidores tenham segurança ao qual negócio vão investir.



Ocorre que muitas startups buscam investimento sem terem uma solução e isso certamente põe dúvida ao investidor anjo se vale a pena ou não fazer o aporte no negócio. Por isso é importante que a startup faça validação do negócio antes.


Em outro artigo falamos sobre investimento para América Latina do SoftBank de US$ 2 bilhões no novo Softbank Innovation Fund, com meta de 5 bilhões. Isso mostra que o mercado está aquecido para investimento em startups.


E qual seria o melhor momento para procurar investimento? O melhor momento é para sua startup é quando você entende seu negócio, já está em operacional e crescendo. Com as hipóteses validadas você consegue passar confiança para seus investidores. Pegar investimento antes disso pode acontecer de seu negócio ainda não estar validado e o dinheiro acabar sem a startup entrar operação.


Segundo o Anjos do Brasil, em nosso país o investimento total por empresa é em média entre R$ 200 mil a R$ 500 mil, podendo chegar até R$ 1 milhão.


Para você que busca investimento, tenha certeza que seu negócio já está validado e se não, busque validar através de programas de aceleração. A Sai do Papel tem ajudado empreendedores de todo Brasil a validarem duas ideias através do programa de Pré-Aceleração. E Só este ano a Sai do Papel vai ajudar mais de 200 empreendedores a tirarem sua ideia do papel.. Para que esses empreendedores economizem tempo e dinheiro e consigam fazer seu negócio crescer em sua jornada.


150 visualizações1 comentário